• Marina Morais

5 alimentos fermentados para ajudar na saúde do seu intestino!



A fermentação é um dos presentes mais preciosos que a natureza nos dá! Sem ela, não teríamos os sabores e aromas do vinho, chocolate, café, queijos… E quem gostaria de viver num mundo sem estas delícias, não é mesmo? Mas não é somente no desenvolvimento do gosto que a fermentação atua! Ela também pode produz diversos benefícios nutricionais nos produtos fermentados.

Este é um processo vivo: microorganismos (bactérias e fungos) atuam no alimento desenvolvendo acidez, alterando a textura, modificando a conformação das proteínas, etc. E quando eu falo em bactérias e fungos, não é preciso ficar apreensivo! Os microorganismos que fermentam os alimentos que comemos não são patogênicos, ou seja, não causam doenças. Pelo contrário, elas ajudam a formar a microbiota saudável que precisamos no nosso trato digestivo! Lembra do que antes chamávamos de flora intestinal? Pois é! Alguns alimentos fermentados são probióticos e assim auxiliam a povoar o nosso intestino de bactérias boas.

No post de hoje, selecionei alguns dos mais gostosos e nutritivos alimentos probióticos para que você possa adicioná-los no seu dia a dia!

tanaphong-toochinda-GbCEo-Nwyj4-unsplash

Kefir (de leite)


Kefir é um produto fermentado que pode ser preparado à base de leite ou à base de água. Meu predileto é o de leite! Com ele é possível preparar iogurte, cream cheese e requeijão e usar estes ingredientes em receitas do dia a dia!

Na sua aparência, o kefir em si se asemelha a um queijo cottage (cheio de bolinhas), mas não é comum consumir as bolinhas/grãos diretamente. O que se faz é adicionar as bolinhas (que funcionam como uma isca) ao leite e deixá-las fermentando por algumas horas. Depois, peneira-se o kefir e o leite fermentado é consumido! E, neste processo, você não joga sua isca de kefir fora! Ao invés disso, pode utilizá-la em uma nova leva de leite fermentado!

O leite fermentado pelo kefir é baixo em lactose, podendo ser consumido por pessoas que tem intolerância à lactose leve! Além de todo o potencial probiótico, o leite de kefir é fonte de proteínas, fósforo, cálcio e vitamina B12. Alguns estudos em animais têm mostrado também que o leite de kefir pode ter propriedades anti-inflamatórias e anti-alérgicas, podendo ter benefícios no tratamento de condições como a asma. Vamos aguardar estudos ainda melhores para termos certeza disso! Por enquanto, parece promissor!

É raro encontrar os grãos de kefir para vender, mas é possível receber em doação! Muitas pessoas que tem kefir acabam dando um pouco da isca de presente e existem grupos de Facebook locais que unem essas pessoas! Portanto, você pode encontrar alguém na sua cidade para te doar um pouco desse probiótico maravilhoso!


Chucrute

Você já conhece esse fermentado alemão? Não? Então você já pode comprar umas cabeças de repolho e começar a testar a receita em casa! Essa eu já até fiz em vídeo! Ela é uma das opções mais baratas e acessíveis de probióticos que temos! 

Apesar de ser super conhecido na culinária alemã, o chucrute também aparece na gastronomia da Hungria, Polônia, Áustria e outros locais da Europa. A sua origem, no entanto, é chinesa!

Na preparação do chucrute, o repolho é fermentado por bactérias que se desenvolvem com o ácio lático e acaba se tornando ácido e levemente adocicado. Ele pode ser temperado com gengibre, endro, erva-doce e especiarias ou adicionado de outros vegetais como cenoura, beterraba e acelga. Além de ser uma delícia, ele é fonte de vitamina C, vitamina K, ferro e manganês! Quando o repolho estiver baratinho, aproveite para comprar um monte e transforme em chucrute! Esse probiótico surgiu exatamente como uma forma de preservar e conservar o repolho por meses e meses!

megumi-nachev-TcNG1talu3s-unsplash

Kombucha

Eu sou fã dessa bebida! Refrescante, levemente adocicada, gaseificada e ácida, a kombucha é um fermentado à base de chá! É possível produzir em casa com um scoby/mãe de kombucha que é uma isca gelatinosa que boia na superfície da bebida durante a fermentação. Uma vez que você fermenta o chá, pode colocar o sabor que quiser nele! 

Em lojas de produtos naturais e muitos mercados, já é possível encontrar a kombucha pronta e saborizada para vender com gostinho de gengibre, hibisco, maracujá e outras frutas e ervas. O valor costuma ser mais elevado então, se você quer economizar, considere aprender a fermentar essa belezinha em casa! 

Ainda estamos estudando sobre os benefícios da Kombucha, mas seu potencial nutricional já é conhecido há séculos! Ela é uma bebida muito popular no oriente! Além de ser cheia de probióticos e antioxidantes, ela pode ajudar na redução do colesterol, triglicerídios e ajudar no controle do açúcar do sangue.


Missô

Quem é fã de comida japonesa já deve ter ouvido falar de missô, um fermentado feito à base de soja! Ele aparece em formato de pasta e é muito utilizada na famosa sopa Missoshiro! Ela é uma deliciosa opção para dias frios! 

Missô também pode ser feito de outras leguminosas como grão de bico, lentilhas e feijões pretos! E também existem versões que misturam a soja com arroz, algas e até cevada! Esse tempero tem o poder de trazer o sabor umami para muitos preparos! Umami é um dos 5 sabores básicos juntamento com o amargo, o doce, o ácido e o salgado. Ele é difícil de descrever e pode ser encontrado em cogumelos, tomates e no queijo parmesão.

Esta pasta deve ser utilizado no final dos preparos com a intenção de não aquecê-la completamente. A ideia é justamente não matar as bactérias boas que o missô tem com altas temperaturas. Além de potencial probiótico, ele também contém zinco, manganês, vitamina K e cobre. Tenha em mente que o missô tem alta concentração de sódio e por isso deve ser usado em pequenas quantidade, como tempero mesmo!


Tempeh

De todas as opções com alto teor de proteínas veganas, tempeh é a minha predileta! Além de ser lotado de proteínas, esse fermentado de soja tem potencial probiótico, é fácil de diferir e ainda carrega nutrientes importantes como ferro, cálcio e vitaminas do complexo B.

O tempeh tem um formato de bolo de soja denso e compacto, com pequenos grãos aparecendo por entre as fatias. Ele fica bom assado, grelhado, marinado, ensopado… é super versátil! Ele também é rico em antioxidantes e isoflavonas, estes compostos são poderosos no controle do colesterol, combate ao estresse oxidativo e ainda ajudam na saúde óssea

E aí, qual desses super alimentos probióticos você vai incorporar na sua alimentação?  

Espero que você tenha achado informações úteis no post de hoje! Lembre-se de deixar as dúvidas e perguntas aqui nos comentários!

Abraços,

Marina


185 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo