• Marina Morais

Como preparar refeições congeladas para o mês todo? | Parte 1: Planejamento e Receitas-Base


Desde que me mudei para minha própria casa (assim que me casei), passei a cultivar uma amizade com meu congelador. Ele é indubitavelmente um dos meus maiores aliados na cozinha. Meu freezer constantemente me apoia com soluções práticas e me socorre em situações de emergência. 

Tem visita vindo? Asso um pão de queijo congelado rapidinho. 

Preguiça de fazer o jantar? Tem uma sopa no congelador me esperando.

Sobrou muito arroz? O freezer pode guardar para mim por até 3 meses.

Muitas cascas e talos de vegetais? Coloco no congelador até que o momento oportuno para fazer caldo de vegetais apareça.

Levando em conta toda essa história entre mim e meu freezer, eu sabia que ele não me desapontaria enquanto me preparo para um momento muito intenso da vida: o pós-parto.

Eu nunca tive um recém-nascido em casa, mas pelos relatos de outras mães já sei que os primeiros 3 meses do neném são intensos e demandam muita energia. 

Tempo e disposição para arrumar a casa e fazer comida parecem ser escassos. E considerando a fome que eu estou sentindo neste último trimestre de gestação, imagino que serei uma mamãe que amamenta FAMINTA!

Tenho 4 estratégias para deixar esse período mais tranquilo:

  1. Aproveitar a ajuda da minha família: eles estão mais que dispostos a deixar comidinhas aqui para mim algumas vezes por semana (bom demais!);

  2. Ter alguns ingredientes muito práticos na cozinha como ovo, pimentão, alho-poró, atum, sardinha, cuscuz marroquino, tomates e folhas higienizadas… Ingredientes assim viram uma saladona ou um mexido em minutos;

  3. Em última instância, posso pedir delivery de comida. Essa é a opção de emergência, já que eu prefiro comer em casa e não gastar meu dinheiro dessa forma;

  4. Armazenar refeições caseiras, saudáveis e gostosas no freezer para alternar com as primeiras duas estratégias!



No post de hoje, quero compartilhar com vocês como estou preparando meu freezer para passar 1 ou 2 meses sem ter a obrigação de cozinhar com frequência! Como o assunto é longo, divido este post e o vídeo que o acompanha em dois! Abaixo, segue a primeira parte do vídeo!

Começando pelo Planejamento

O meu primeiro passo em toda essa jornada foi, é claro, o planejamento! Ah! Como eu amo um bom planejamento… Afinal, como mais eu poderia escolher as receitas que iria fazer, preparar a lista de compras e a ordem das coisas na cozinha?

Passo 1: A Escolha das Receitas

Os principais critérios para escolher as receitas que iria congelar foram os seguintes:

  1. Precisavam ser receitas que congelavam bem;

  2. Tinham que ser receitas que eu e meu marido gostássemos muito de comer e não enjoássemos com facilidade, afinal, repetiremos os mesmos pratos algumas vezes;

  3. Priorizei receitas de prato único ou prato principal: não queria gastar espaço no freezer com arroz ou vegetais, uma vez que esses preparos podem ser feitos rapidamente para acompanhar algum prato principal. 

Para encontrar preparações que se encaixam nestes critérios, usei os seguintes recursos:

  1. Meu ebook “Do Freezer à Mesa”: um livro digital com mais de 60 receitas saudáveis e congeláveis do café da manhã ao jantar. Lá tem uma parte teórica bem legal que explica quais são os melhores recipientes para congelar, como descongelar os alimentos bem, o que pode ou não ser congelado e esclarece dúvidas comuns como por exemplo se os alimentos perdem nutrientes no congelamento e como minimizar isso. Se você ficou interessado, aproveita e clica aqui para comprar! (Indico porque vale muito a pena mesmo!)

  2. O pinterest! Eu adoro essa plataforma para buscar receitas, organizá-las e montar cardápios! Se você ainda não conhece, vale a pena dar uma explorada!

  3. As receitas que eu já tinha colocado aqui no canal e site e que podem ser congeladas! 

Vou deixar aqui algumas ideias de Almoço e Jantar que já ensinei por aqui:


  1. Creme de Couve-Flor com Curry

  2. Sopa de Abóbora com Frango

  3. Molho Bolonhesa

  4. Caldinho de Feijão com Couve

  5. Molho de Tomate Rústico

  6. Molho Pesto

  7. Molho de Tomate Fondue

  8. Caldo de Mandioca com Pernil

  9. Creme de Mandioquinha com Ervilha

  10. Caldo Verde Leve

  11. Creme de Couve-Flor Simples

  12. Caldo/Fundo de Vegetais Caseiro

  13. Frango Desfiado

  14. Caldo/Fundo de Frango

  15. Tagine de Carne 

  16. Frango com Curry Ensopado

  17. Bolonhesa de Lentilha

  18. Lasanha Vegetariana (com bolonhesa de lentilha)

  19. Carne de Panela Simples e Gostosa

  20. Hambúrguer de Frango

  21. Creme de Abóbora Sem Desperdício

  22. Carne Moída Mexicana

  23. Bolinhos de Lentilha

  24. Lasanha de Abóbora com Frango

  25. Marinadas de Frango

  26. Marinadas para Congelar


Estimulo você a escolher as receitas que mais combinam com a sua casa e o gosto de vocês. Aqui em casa, escolhi:

  1. Molho Bolonhesa 

  2. Quibe de Carne Moída com Recheio de Ricota  

  3. Sopa Cremosa de Abóbora com Frango 

  4. Lasanha de Frango  

  5. Canelone de Ricota com Espinafre e Molho de Tomate   

  6. Almôndegas de FrangoMolho de Tomate 

  7. Carne de Panela com Espinafre 

  8. Caldo Verde

Passo 2: Agrupando Preparos Parecidos

Depois que escolhi as receitas, chegou o momento de olhar para elas e procurar similaridades. “O que eu posso fazer de uma vez e ao mesmo tempo?” foi a pergunta que me fiz. De cara, percebi que quase todas as receitas levavam cebola, alho, cenoura e aipo picados. Outra coisa que notei foi que molho de tomate e frango desfiado seriam bases comuns de algumas receitas! Ah! e como você pode ver escolhi colocar espinafre e ricota em mais de uma receita. Por que? Porque assim minha lista de compras fica mais simples e o risco de desperdício é menor.

Receitas das Bases:

  1. Frango Desfiado 

  2. Molho de Tomate Prático

Passo 3: Definindo a Ordem das Receitas

Essa foi a parte em que me enrolei um pouco! Na hora de definir o que preparar em casa dia, acabei subestimando meu cansaço. Esqueci de colocar na conta que as 37 semanas de gravidez me deixam mais devagar, com mais sono e com o quadril dolorido… 

Sem problemas, durante o processo adaptei meu planejamento! Abaixo, deixo o que na minha opinião seria o planejamento ideal (não necessariamente o que rolou lá em casa como vocês podem ver no vídeo).

Leia as receitas antes de ver o planejamento para entender tudo direitinho!

A Execução

Dia 0:

  1. Ir ao mercado;

  2. Higienizar as mercadorias e ingredientes;

  3. Deixar as carnes do dia seguinte descongelando na geladeira;

Dia 1:

  1. Colocar os dentes de alho em água quente para amolecer a casca. Fazer isso enquanto processa os outros vegetais.

  2. Processar as cebolas, cenouras, aipo e alho e guardar separadamente.

  3. Picar dois maços de salsa e guardar na geladeira.

  4. Processar também os tomates para o molho.

  5. Usando três bocas do fogão e três panelas grandes:

  6. Colocar para cozinhar o Frango Desfiado (usando cebola, alho e tomate processados).

  7. Colocar para cozinhar o molho de tomate (usando cebola, alho e tomate processados).

  8. Preparar molho bolonhesa e deixar cozinhando (usando cebola, alho, aipo, cenoura).

  9. Fazer uma pausa para limpar e organizar a cozinha.

  10. Pausa para descansar.

  11. Quando o frango estiver pronto, retirar da panela e separar o caldo.

  12. Congelar o caldo de frango para preparos futuros.

  13. Desfiar o o frango e separar em 3 partes: um pouco para a sopa de abóbora, um pouco para congelar para preparos futuros e o restante para a lasanha (maior parte).

  14. Lavar a panela do frango e nela começar a preparar a sopa de abóbora (usando cebola, cenoura, aipo, alho processados).

  15. Misturar parte do molho de tomate pronto com o frango desfiado para a lasanha. Ajustar temperos e guardar em um pote na geladeira. O restante do molho deve ser dividido entre o canelone e as almôndegas, lembre de separar molho para isso na geladeira.

  16. Quando a abóbora estiver cozida, bater o conteúdo da panela no liquidificador conforme a receita e então misturar com o frango desfiado e a salsa picada. Finalizar a sopa conforme a receita e colocar nos recipientes para congelar.

  17. Colocar o molho bolonhesa em recipientes para congelar.

  18. Identificar com etiquetas todos os preparos que vão para o congelador (lembrando da data).

Dia 2:

  1. Separar as folhas de espinafre de seus talos.

  2. Picar o alho poró em rodelas ou meias-luas.

  3. Processar ou picar o espinafre e os cogumelos.

  4. Começar o preparo da carne de panela com espinafre. Deixar cozinhando.

  5. Preparar molho branco para lasanha.

  6. Preparar recheio de ricota com espinafre (será usado no canelone e na lasanha) e recheio do quibe. Armazenar recheio do quibe na geladeira.

  7. Ralar queijos para lasanha, canelone e quibe.

  8. Parar limpar, organizar a cozinha e guardar a carne de panela caso já esteja pronta (panela de pressão).

  9. Montar uma estação com o molho de tomate (preparo do dia anterior), queijos ralados, massa de lasanha pré-cozida, recheio de ricota. Montar os canelones usando esta estação.

  10. Montar uma estação com frango desfiado misturado com molho de tomate (preparo do dia anterior), queijos ralados, recheio de ricota, massa lasanha pré-cozida, molho branco. Montar as lasanhas usando esta estação.

  11. Identificar todos os preparos prontos com etiquetas e congelar (lembrando da data).

Dia 3 

  1. Pré-aqueça o forno a 180 ºC. 

  2. Preparar as almôndegas de frango de acordo com receita e colocar para assar. 

  3. Enquanto isso, preparar os quibes (com recheio de ricota preparado no dia anterior) e deixar nas formas para assar assim que as almôndegas estiverem prontas.

  4. Retirar as almôndegas e misturar ao molho de tomate (pronto na geladeira), finalizar e ajustar temperos. Colocar em recipientes, identificar e congelar.

  5. Colocar vegetais do caldo verde para cozinhar (usando toda a cebola, alho, aipo, cenoura que restou e qualquer restinho de verdura que quiser).

  6. Limpar e organizar a cozinha. Parar para descansar um pouco.

  7. Retirar o quibe e deixar esfriar antes de congelar. Você pode congelar em pedaços ou nas próprias travessas em que assou.

  8. Finalizar o caldo verde processando os vegetais e misturando com a calabresa e couve de acordo com a receita.

  9. Identificar todos os preparos prontos com etiquetas e congelar (lembrando da data).

Ufa! É bastante tempo na cozinha, né? É claro que se você quiser, pode dividir ainda mais os processos! Como você vai ver no vídeo, eu mesma tive que fazer isso por causa do cansaço e, às vezes, por imprevistos e compromissos de trabalho no meio do dia. 

Minha sugestão é que você chame ajuda! Chame algum amigo ou membro da família para te ajudar no processo todo! E faça o planejamento adaptado a você, a sua cozinha, ao tamanho do seu forno e fogão e às panelas que você tem!

Na parte 2 deste especial (post e vídeo), darei mais dicas de praticidade e falarei sobre as embalagens que escolhi e como vou descongelar os preparos! Além disso, passarei o restante das receitas para vocês (as que farei na parte 2 do vídeo)! Isso tudo na próxima quinta! Até lá! Abraços, Marina

1,693 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo